O vaso (nós) e o Oleiro (Deus)

A Bíblia fala que nós somos como um vaso de barro nas mãos do Oleiro.

Isso significa que estamos sujeitos a ser quebrados e remodelados a qualquer momento. É isso que Deus faz conosco quando deixamos de ser o vaso que Ele construiu, ou seja, quando não estamos mais do jeito que Ele criou. Ele criou o vaso perfeito, mas o vaso levou uma "batida" e teve uma parte dele quebrada, se tornando imperfeito. Quando nossa vida deixa de estar no centro da vontade de Deus, onde deixamos de priorizar o nosso momento de intimidade e comunhão de forma individual, além das quatro paredes de uma igreja, o vaso que somos fica sujeito à rachaduras, permitindo o vazamento do azeite que outrora estava sendo perfeitamente armazenado. Nessa hora, devemos reconhecer os nossos erros pedindo perdão ao Senhor e solicitando a Ele que nos quebre e nos modele para a Sua glória, fazendo de nós um vaso novo, disponível em Suas mãos. Para que o Espírito Santo tenha liberdade em nossa vida, precisamos estar com os nossos vasos sem rachadura e vazios de tudo o que achamos que é capaz de substituir nossa comunhão individual com Deus. Temos que nos esvaziar de nós mesmos, do nosso Eu, da nossa auto-suficiência, pois assim o azeite, ou seja o Espírito Santo, terá espaço suficiente para superabundar essa nossa vida. Mas se o vaso estiver rachado, ou cheio de nós mesmos, Ele não terá espaço, e irá embora pelas brechas e rachaduras que deixamos....


Autoria: Juliana Meni
Em 06/09/2008



Postar um comentário