Comer de três em três horas emagrece!

QUEM DISSE QUE O BLOG ENCORAJAMENTO TAMBÉM NÃO PODE MOTIVAR INCENTIVANDO A SAÚDE FÍSICA, ALÉM DA ESPIRITUAL ?



Segue uma matéria legal que achei no site http://mdemulher.abril.com.br/dieta/reportagem/casos-de-sucesso/comer-tres-tres-horas-emagrece-618418.shtml

"Perdi 16 kg comendo de três em três horas! Acelerei meu metabolismo e em dois meses atingi meu peso atual!", conta Elaine da Silva



Elaine foi dos 79 kg para os 63 kg em apensas dois meses

"Logo que entrei no ônibus, uma senhora se levantou e disse: "Pode se sentar. Ficar em pé faz mal para o bebê". Morri de vergonha. Que mico! Eu não estava grávida!

Situações como essa me deixavam neurótica para emagrecer. E fiz todo tipo de loucura. Cheguei a tomar remédio sem indicação médica e acabei internada, com o lado direito do meu corpo todo dormente. Fui muito irresponsável ao me automedicar!

Só saía de casa com uma cinta PP, para tentar esconder minha barriga. Apesar de me apertar inteira, não dava resultado. Tanto que no dia em que fui confundida com uma grávida eu vestia a tal cinta!

Para piorar, minha saúde também estava prejudicada. Meu nível de colesterol chegou a 500 mg/dl, quando o normal é até 200 mg/dl! "Se você não controlar o seu colesterol, vai morrer", disse meu médico.

Minha atitude foi parar de comer radicalmente. Só fazia duas refeições por dia, almoço e jantar. Mas acabava comendo demais. Meu namorado tinha vergonha de ir a rodízios de pizza comigo. Eu devorava até dez pedaços!

Ao conversar com uma amiga, no final de 2009, soube da dieta das três horas. Segundo ela, eu emagreceria se adotasse esse hábito. "Que absurdo!", pensei. E resolvi provar que minha amiga estava errada. Decidi comer a cada três horas para comprovar que isso é mito. Achava que engordaria em vez de emagrecer.

Só de birra, comecei a comer a cada três horas. E o resultado foi surpreendente: minha fome diminuiu já nas principais refeições! Ao fazer um lanche três horas depois do café da manhã, perdia a fome de leão na hora do almoço. Depois de duas semanas, veio a grande surpresa: me pesei e vi que já havia perdido 4 kg!

Aí, me empolguei e investi de vez na reeducação alimentar. Também comecei a caminhar todo dia pela manhã, durante uma hora. Para completar, descobri um suco de berinjela com laranja que me ajudava a emagrecer e baixava o meu colesterol. Tomava gelado, em jejum, todos os dias antes da caminhada.

Outro ingrediente que turbinou meu cardápio foi a pimenta. Como adoro o condimento, passei a comê-lo todos os dias. Além de dar um sabor delicioso à refeição, a pimenta tem propriedades emagrecedoras e ajuda a combater o colesterol.

Para complementar, virei adepta da semente de linhaça em farinha. Colocava duas colheres de chá nos meus pratos do almoço.

O melhor de tudo é que não passei fome nem deixei de comer o que gosto. Só reduzi o consumo de gordura. Como me alimentava de três em três horas, mantinha a fome e a gula sempre controladas.

Dessa forma, diminuí as quantidades de comida naturalmente. Em vez de dez pedaços de pizza, passei a me satisfazer com apenas um. Foi uma transformação completa!
Mantenho meu peso há um ano!

Levei apenas dois meses para atingir meu objetivo: sequei 16 kg! Comecei 2010 com o pé direito e em forma. Logo de cara, dei tchau para as cintas. E também tive que ajustar todas as minhas roupas. Que delícia!

Para não voltar a engordar, me matriculei em uma academia e passei a fazer aulas de dança de salão e axé, além de pilates. E não perdi o hábito de comer de três em três horas.

Meu antigo apelido, Bolinha, já não me serve mais. E meu namorado, que acompanhou toda a minha mudança, se tornou um homem superciumento.E o melhor de tudo: além de me sentir realizada e feliz, também recuperei a saúde! Meu colesterol baixou para os níveis normais."

Quer saber quantas calorias tem a sua refeição? Use a nossa calculadora!
http://boaforma.abril.com.br/calorias/

Nenhum comentário: