Como dividir as tarefas domésticas com seu marido



09.02.09 [#245] Channel Surfing



MARIDOS, PAREM PARA PENSAR!!! VOCÊ TRABALHA, CHEGA CANSADO E QUER DESCANSAR. SUA ESPOSA TAMBÉM TRABALHA E CHEGA TÃO CANSADA QUANTO VC. É JUSTO OU NÃO É DIVIDIR AS TAREFAS DA CASA ???

ESPOSAS, CUIDADO COM A MANEIRA DE PEDIR O AUXÍLIO AO MARIDO. A FORMA DE FALAR É MUITO IMPORTANTE. E TENHA PACIENCIA! VÁ DEVAGAR...  MOSTRE PRA ELE QUE SE OS 2 ESTIVEREM JUNTOS OS BENEFICIOS SERÃO GRANDES PARA OS 2 POIS O CANSAÇO NAO ESTARÁ APENAS A UM... VÁ COM CALMA...


“Meu marido não me ajuda!”
O primeiro passo é entender que seu marido não tem de te ajudar com a casa e com os filhos. Ele tem de fazer! Porque quem ajuda é pai, amigo, vizinho. Quem mora em uma casa tem responsabilidade de cuidar, limpar e zelar por ela. Independente de ser homem ou mulher.
Quando a gente engravida, não engravidamos sozinhas, ali teve a ajuda de um homem certo? Então amiga, o filho não é só seu! Não é só você que tem de limpar fralda suja, não é só você que tem de ser presente, que tem de educar, brigar, colocar de castigo e fazer comer. A responsabilidade é dos dois!
“Meu marido é tão bonzinho, até troca fralda!”
Como disse ele não está fazendo mais do que a obrigação dele como pai. É muito injusto a gente ficar com a maior parcela de criação de um filho só por sermos mulheres. Isso não é certo. O homem tem a MESMA responsabilidade e obrigações do que nós mulheres.
Sei que é complicado e que muitas vezes não há o que se fazer. Por exemplo, amamentar de madrugada é algo que nunca vi o porque do pai da Beatriz estar junto, já que era uma atividade solitária, era um momento meu e eu gostava disso. Porém SE VOCÊ sentir a necessidade do pai estar ali presente, não hesite. É obrigação dele sim acordar pela madrugada para cuidar do filho.

Como mudar isso:
Vivemos em uma cultura machista. Crescemos vendo todo esse comportamento passar de geração para geração e claro, achamos tudo isso normal. Afinal, sempre foi assim não é mesmo? Mas não é.
Imagina só que crescemos brincando de boneca e com nossos irmãos ou amigos brincando de carrinho. Já crescemos diretamente ou indiretamente com as nossas ” funções” pré definidas. A mulher cuida dos filhos, o marido sai por aí, trabalha fora, é o provedor!
Então imagina mudar todo esse comportamento? Sim é difícil, é complicado, mas é necessário.
Creio que o primeiro passo é mudar o nosso comportamento. Porque assim como os homens, também fomos criadas em uma cultura machista. A questão de ter de servir o marido. A questão de ” quer ser independente e trabalhar fora? então aguenta tudo sozinha”. A mulher que opta por trabalhar fora, acaba ficando com dupla ou até mesmo tripla jornada. Enquanto o homem que trabalha fora só tem aquela função. Se ele chega em casa e fica no sofá a sociedade não o cobrará por isso. Mas experimente fazer o mesmo depois de um dia de trabalho. Você será julgada como péssima dona de casa, péssima mãe, péssima mulher.
Nós precisamos entender que independente da escolha da mulher, se foi trabalhar fora ou ficar em casa, em ambos os casos SÃO cansativos e absurdamente desgastantes, se engana quem pensa que quem fica em casa não faz nada. E que só porque a pessoa fica em casa a maior parte dos serviços com a casa teria de ser dela. A responsabilidade da casa é de todos que vivem nela. 
Então precisamos entender primeiro isso. Ver como estamos reproduzindo esse machismo.  Combater isso primeiro. Parar de falar que fulano não ajuda, ou que fulano ajuda trocando até fralda. Entender que marido e/ou pai do seu filho não tem de ajudar e sim fazer. Pois é responsabilidade e não favor. 
Temos de entender também que nós fomos ” adestradas” desde pequena para sermos mães. Não é instinto. É construção social. Desde pequenas brincando com bonecas e que sim as mães sempre pegam mais no pé das filhas, para aprender a arrumar, cuidar, etc.
E gente a parte mais difícil: ensinar.
Explicar mil vezes como troca uma fralda. Acho que se quando a Bia nasceu alguém tivesse a paciência de ME ENSINAR teria sido tudo muito mais fácil para mim, então… imagina para um homem? Que é visto por ai como ” não tem obrigação de aprender/fazer” ?
Nós mães temos uma péssima mania de achar que só nós sabemos fazer, sabemos cuidar e poderemos proteger nossos filhos. Mas não é bem assim não. Entender que ele pode fazer de um jeito x e você de um jeito y e os dois estarão certos. Ensinar como se faz, e não ensinar como se faz do seu jeito.
E principalmente, ver que nós mães e pais temos a obrigação de criar filhos pronto para a vida. Independente de ser homem ou mulher. Cozinhar é para todos. Limpar uma casa também é. Trocar fralda suja é obrigação tanto do homem quanto da mulher.
Ensinar seu menino a fazer um arroz, a limpar uma casa, é mais questão de sobrevivência do que de qualquer outra coisa.
E sim, isso também é feminismo. 


Aprenda a fazer o marido ajudar nos serviços domésticos 
A discussão é antiga, mas muito antiga, e já foi de um extremo para o outro, e talvez chega agora a um meio termo estranho. Mas os homens devem ajudar em casa?
O marido chega depois de um dia cansativo do trabalho, e ajuda a lavar a louça, ajuda a preparar o jantar, ou ajuda na manutenção da limpeza do lar. Algo estranho?

Na verdade há uma pegadinha semântica aí. Por que ninguém diz que a esposa ajuda em casa, só o marido? Porque o verbo “ajudar” não presume responsabilidade. Se o homem ajuda a esposa a lavar a roupa, a responsabilidade é dela.
Se o marido ajuda na manutenção da casa, está implícito de que a responsabilidade dela, se não foi feito, o culpado não seria ele que não ajudou, mas ela que não fez. Um faz, outro ajuda, e isso está errado.
Homens não devem ajudar em casa porque está mais do que na hora deles serem responsáveis pela casa. Dividir as tarefas é muito melhor e mais harmonioso do que “ela faz, ele ajuda”. Está na hora de honrar os músculos tão trabalhados na academia (quem dera, hahaha), e colocar essa força para esfregar o chão do banheiro.
Porque enquanto aceitarmos que o marido “ajuda”, vamos sempre estar jogando a responsabilidade sobre a esposa. Só uma questão semântica, eu sei, mas não é preciso ir muito longe para explicar como as palavras têm poder.
E só para encerrar, já falamos sobre isso, foi comprovado que homem que lava louça tem vida sexual mais ativa! Então, amor, vai tomando o seu banho que eu vou ali dar um jeito na pia! :P
Como é que essa questão funciona na casa de vocês? O marido só ajuda na casa, ou ele é responsável pelas tarefas, pela manutenção, etc?


Apesar de ser no século XXI, em muitos lares a "tradição" é a mulher que tem todo o trabalho doméstico para fazer. No entanto, o homem também sabe como executar a maioria das tarefas domésticas sem muita dificuldade (e se não, ensina como), então cabem algumas dicas e truques para tornar o trabalho um pouco mais fácil para o marido em casa.

Faça uma lista de afazeres domésticos

O primeiro passo é anotar em uma lista de tudo que precisa ser feito em casa durante a semana: a máquina de lavar, tirar o lixo, cozinha, limpeza, móveis, janelas, lixo ... Qualquer atividade, apontá-la. Então, pode haver resistência de acordo em três níveis (baixo, médio, difícil), dependendo da dificuldade e do que é preciso para fazê-los.

Não tenha medo de falar com seu parceiro, ensinar-lhe, mostrar a lista, e propor diversas tarefas.

Com a lista em mãos, é hora de motivar seu marido e fazer o trabalho juntos.  Você também deve levar em conta  tanto o seu trabalho e o de seu parceiro, levando em conta, se ele trabalha meio expediente ou  tempo integral no escritório.
Como convencer seu marido para ajudar em casa

O primeiro passo na obtenção da ajuda de seu marido nas tarefas é ... pedir-lhe para fazer. Parece óbvio, mas muitas mulheres que se queixam de falta de ajuda são, na verdade você nunca pergunta por ele. Não tenha medo de falar com seu parceiro, mostrar-lhe a lista, e proponha várias tarefas, veja quais ele pode desempenhar melhor e com mais entusiasmo. 

Se o seu marido passou anos sem ajudar em casa, de repente, proponho a dar-lhe uma mão no começo, é uma mudança que precisa de tempo para ser assimilada.

Toda esta questão é melhor falar com calma, e não quando há outros eventos que serão capazes de desviar a atenção (um jogo de futebol, por exemplo).
Benefícios de fazer trabalhos domésticos em pares

Muitas tarefas domésticas podem ser feitas pelo casal, como uma equipe. Isto tem duas componentes positivos: primeiro, é preciso cada vez menos esforço, quando se une forças, e segundo, é a motivação, um fator importante e de apoio mútuo. Além disso, não importa o que fazer a mesma tarefa. 

Por último, tenha paciência. Se o seu marido passou anos sem ajudar em casa também, propor a noite para de manhã  começar a ajudar é uma grande mudança que precisa ser assimilada.

Postar um comentário