A COMUNICAÇÃO NO CASAMENTO


TextoI Pe. 3.7-12
“Igualmente vós, marido, coabitai com ela com entendimento, dando honra a mulher, como vaso mais fraco” “E finalmente, sede todos de um mesmo sentimento”.

Algumas freqüentes deficiência nos casamentos não é na área “afinação sexual”, nem na falta de intelectualidade, mas sim  no “Comunicação’, comunicação com direção e controlada pelo Espírito Santo.
Tanto o marido  quanto a esposa tem grande responsabilidade na boa comunicação. Boa comunicação exige um preço as vezes alto, exige paciência, determinação esforço.
Neste estudo, vamos conhecer o valor da comunicação, bem como as diversas formas de nós comunicarmos. Valos lançar mão de alguns métodos de comunicação no meio social, mas de grande valia para nós cristão.
I – NIVEIS DA COMUNICAÇÃO
Existe pelo menos cinco níveis de comunicação que pode haver em uma famÍlia. O psicólogo John Powell em seu livro “Porque tenho medo de dizer-lhe quem sou”, ele descreve esses cinco níveis, que para conhecimentos de nossos amados vamos vomentar um pouco sobre cada um deles:
1 – A Comunicação Trivial
Essa é a comunicação., notória, conhecida de todos, comum vulgar. Essa comunicação é apenas superficial a base de perguntas e respostas, como por exemplo: “Como vocês está”? “Como foi o seu dia de trabalho”? Enfim , assim por diante.
Quando a comunicação atinge apenas este nível, pode levar-se a frustração, e o casamento cair no ressentimento ( Na magoa). Nós como cristãos temos que agir de forma que as nossas perguntas e respostas sejam movidas de interesses amorosos, e não meras perguntas para disfarça um sentimento egoísta e falso. No versículo acima que tomamos por base, diz: “Sede todos de um mesmo sentimento”.
Esse mesmo sentimento explica-se, que tudo que eu almejo ouvir devo também transmitir. Um mesmo sentimento não somente dá resposta afetuosa, como participar da pergunta; Em suma há comunhão na comunicação. Não basta apenas dizer como vai, é preciso entrar no sentimento do individuo (cônjuge) e formar um diálogo sólido, afinal você não está cumprimentando o seu colega de trabalho, mas sim, o seu cônjuge.
a-Valorize opiniões e ponto de vista do cônjuge
No livro de Rute, temos um lindo exemplo de valorização da comunicação: Em primeiro lugar, quando, quando Noemi disse para as noras voltar para suas casas de seu pais, uma vez que as mesma eram viúvas. Rt 1.16 , ela passa valorizar a opinião da sogra: Não me insista para que te deixe. A principio era apenas uma opinião de Noemi, porém,  passou a ser assunto de suma importância quando Rute passou a fazer parte do assunto, o que parecia ser apenas opinião passou a despertar comunhão de Rute para com Noemi.
b- Dando Honra ao vaso mais fraco
 A mulher é fácil de ser ferida  quando não  damos atenção as suas perguntas; Por exemplo: Onde pretendes ir hoje?  Pergunta a esposa; O marido responde;  Não sei. Ela fez uma pergunta e esperava um resposta convincente , mas não isso que aconteceu, a penas um não sei. A  pergunta poderia ser respondida dando um clima a comunicação, por exemplo: Aonde você quiser, desde que esteja dento de nossas condições. Se a resposta fosse: Aonde você quiser, desde que esteja dentro das minhas condições. Observe  que mudou apenas, Dentro de nossas condições, pra minhas condições. Isso influência muito a comunicação, porque quando dizemos Nós, nosso, vamos, estamos, faremos, estamos sempre envolvendo uma segunda pessoa,  que se passar assumir responsabilidade da sua própria solicitação, e encontra partida estamos dando brilho a comunicação e  fortalecendo o relacionamento conjugal.

2 – Comunicação afetiva  fechada
É o nível da conversa onde há troca de informações que não são seguidas de comentários. Você conta o que aconteceu, mas não revela o segredo. Os homens são vítimas desse tipo de comunicação. O homem por natureza são mais fechados, eles tem dificuldade de expressar os seus sentimento.
 A mulher nesse tipo de  comunicação, quando ela não expressa em palavras, ela expressas  com lagrima, elas mostram com facilidade seus sentimentos sejam eles, sentimentos de culpas ou de felicidades.
A mulher  comunica seus sentimento quando recebe o impacto da mensagem, e isso é valido para o coito. O homem é o contrario, ele esconde o seu sentimento e os expressam mais no dar a mensagem do que ao receber.
 A comunicação afetiva, ela exige parceria entre dar e receber, principalmente no relacionamento conjugal. O que diz I Pe 3.8 “Sede todos  de um mesmo sentimento, compassível, amando aos irmão, entranhavelmente, misericordiosos e afáveis”. Afáveis quer dizer:  delicado, cortes afetuoso. Esse afeto precisa haver em nossas comunicações.
3- Comunicação com idéias e opiniões
 Esse tipo de comunicação resulta na verdadeira intimidade do matrimônio,  uma vez que são expostos os pensamento, sentimento e opinião, dando maior chance ao seu cônjuge  para conhecer-te intimamente,
a- Entendendo a idéia e a opinião:
Salomão em seu livro de Cantares 2.15  ele dá uma opinião ou sugere uma idéia quando diz: Ct 2.15 “ Apanhai-me as raposas, as raposinhas, que fazer mal a vinha, porque as nossas vinha estão em flor”
Salomão neste texto ele dá  idéia do que representava o  relacionamento conjugal entre ele a Sulamita, e não queria que nada comprometesse esse amor  íntimo que havia entre os dois. No Capitulo 4.10, ele descreve essa vinha, quando diz: Que belo é o teu amor, ó minha irmã, noiva minha! Quanto melhor é o teu amor  fo que o vinho, e o aroma de teus ungüento do que toda sorte de perfumaria”.
Salomão comunicou seu sentimento e amor através da idéia e da opinião, comparando a sua querida como um vinha em flor, e depois descrevendo oque o amor dela representava para ele como fruto dessa vinha.
 b- atendendo o chamado da idéia:
Toda  idéia  somente surtira efeito se for correspondida. Um  bom receptor sabe disso, principalmente quando a conversa lhe interessa, o que é nosso caso.
A Sulamita  da continuidade a comunicação da idéia, quando diz:Ct. 4.16 “Levanta vento norte, e vem tu, vento sul; assopra no meu jardim, para que se derrame os seus aromas. Há vem meu amado para o seu jardim, e como os frutos excelentes”.
O matrimonio para ser lindo como acima citado, deve cultivar as idéias e as opiniões, respeitando as respectivamente entre ambos.

4 – Comunicação através de sentimentos e emoções
A comunicação através de sentimentos e emoções, descreve o que acontece dentro de si. É muito difícil esconder as nossas emoções, até através de nossa de  nossa face demonstramos nossos sentimentos
Quando esses sentimentos são notados, logo em seguido eles são verbalizados, assim  demonstramos nossas frustrações, ressentimentos ou felicidades. Devemos ter muito cuidado com os nossos sentimento, para não comunicarmos ofensas através da ação verbalizada.
a- Mantendo o canal aberto
Nunca esconda suas emoções ou frustração e felicidades, porem, mantém-se controlado, comunique seus sentimentos de culpa e resignação  para que sua oferta se já aceita e sua oração respondida. Mt. 5.23-24 “ Deixar a oferta ... Ir reconciliar ... depois apresentar a oferta’.
b- Comunicação não tortuosa
Pv. 10.11 – A boca do justo é manancial de vida .. Pv 29.11 – “Um tolo expande a sua ira, mas o sábio a encobre e reprime”
Pv.20.20 “Tens visto um homem precipitado nas suas palavras? Maior esperança há de um tolo do que dele.
Nunca devemos explodir quando nossos sentimentos e emoções vir a flor. Comunique suas emoções de compreensiva

c- Comunique pensadamente
Medite antes de dar resposta ou proferir qualquer palavra, reprima suas acoes e sentimentos. Pv.15. “A resposta branda desvia o furar, mas a palavra dura suscita ira.” “O Coração do justo medita o que há de responder, mas a boca dos ímpios derrama em abundância coisas más”.
O maior problema da comunicação impensada sempre ocorre por falta se ser um bom ouvinte. Diz certo provérbio: Quem não é um bom ouvinte, não pode ser um bom falante. Para darmos certas respostas, devemos pensar, analisar e depois responder.
 Sempre que for necessário comunicar um  assunto, antes pense e medite sobre o que vai falar, fazendo as seguintes perguntas: Estou certo do que vou dizer? Qual o efeito do que vou dizer? Não vou ferir? Vai alcançar o objetivo? Cada uma dessas perguntas são importantes no que chamamos de comunicação pensada.
 Nunca expresse seus sentimentos e emoções em uma comunicação, embora que mesmo inconsciente  acabamos expressar tão sentimentos, mas não é isso que quer dizer; Existe pessoas que usa o sentimento para comunicar suas idéias, e no momento de emoção e sentimento não é o Eu real que falar,  mas si o Eu ideal:  ou seja eu digo o que acho ideal para o momento, mas que não é real  para a situação e vive.

5- Comunicação Profunda
Nesse tipo de comunicação a perfeita harmonia passa a reinar nos corações. Há compreensão, profundidade e satisfação emocional. Ela é enriquecedora e marca o relacionamento para os dois lados; “locutor e receptor”, ou seja: “quem fala e quem ouve”.
Na comunicação profunda, há  participação mútua de idéias e sentimentos pessoais que é o objetivo máximo na comunicação matrimonial. Não haverá um casamento bem ajustado onde não houver s comunicação profunda.
a-No ato Conjugal:
A comunicação profundo é o âmago do objetivo. O sentimentos, o desejo e a satisfação é comunicada no íntimo do (a) parceiro (a). Não haverá o coito completo se não houver esse tipo comunicação  I Co. 7.5 “Não vos defraudeis um ao outro, senão por consentimento mutuo, por algum tempo, para vos aplicardes a oração; e, depois, ajuntai-vos outras vez, para que Satanás não vos tente pela vossa incontinência”. Qual o significado da palavra incontinência? Veja abaixo uma lista de significado
Imoderada, que não consegue reter o prazer
Incapacidade de reter os produtos de excreção.
Imoderado, sensual.  Pessoa imoderada nos apetites sexuais.
Essa situação deve ser analisada dentro da comunicação profunda. Não existe nenhum pecado em ser uma pessoa dedicada ao sexo, ou apetitosa desde que seja para com o seu cônjuge, o pecado está em não haver comunicação onde ambos desfrutarão do mesmo prazer a dois A Bíblia nos ensina a coabitar com entendimento, isto é comunicação profunda. H. 13.4 “Venerado seja entre todo o matrimonio e o leito sem mácula”.  Venerado que dizer:  reverência, respeito,  devoção e culto. Enquanto que  apalavra mácula quer dizer:  Mancha, nódoa.
Somente quando existe comunicação profundo é que todos os requisitos acima serão preenchidos.  Que nível de comunicação existe no seu matrimonio nestes últimos dias? Deseja e sente a necessidade de uma comunicação mais íntima e profundo? Se deseja, então o seu matrimonio fruirá de preciosos momentos de comunicação, e assim ambos alcançarão a perfeita harmonia em compreensão, profundidade e satisfação emocional. Livre-se das frustrações comunicando seus sentimentos íntimos com profundidade.
O marido e a mulher nunca devem se aconselhar, mas concentrar-se no problema e aprender a lidar com o problema real, sem atacar o caráter do outro. Pv. 10.13 “Nos lábios do sábio se acha a sabedoria, mas a vara é para a costa do falto de entendimento”. Aconselhar é para sábio, no casamento por ser uma só carne, isso deve ser evitado, ou os dois estão certo, ou os dois estão errado, uma vez que são uma carne só esse aconselhamento deve ser intrínseco,  ( Intrínseco que dizer:  intimo, inerente, dizer o valor que a pessoal possui independente de qualquer coisa). Isso é aconselhamento conjugal, quando afirmamos que o casal não deve se aconselhar, mas sim, comunicar profundamente dentro dos padrões acima citados.
b-Comunicação na família num todo
Há uma grande necessidade conforme falamos em item anterior de manter o canal aberto,  e baseado nisso faremos a pergunta: Você sente que a linha comunicação estão todas abertas com cada um de sua família?  Quando a linha de  comunicação profunda está interrompida,  você não terá liberdade para  confidenciar seus mais profundos sonhos e maiores temores e fraquezas com seu cônjuge  e filhos já com idade de consciência. Seu cônjuge e filhos deve entender que você  ao comunicar profundamente seus sentimentos  está expressando o que tem de melhor para eles, porem se esse canal que chamamos de linha interrompido, jamais será possível expressar o que desejamos para eles. Abra a linha que o diabo interrompeu, descubra onde ela foi interrompida, liga-a no nome de Jesus de Nazaré, e seja abençoado em sua família. Amém, amém.
II - A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO
Diz os sábios e entendidos, que a comunicação não é apenas falar, mas comunicação e saber se a pessoa entendeu o que falei, é obter retorno da minha comunicação.
Em outras palavras comunicar é o ato ou efeito de emitir, transmitir e receber mensagens, é capacidade de discutir ou transmitir idéias, de dialogar, de conversar, como vista no bom entendimento entre as pessoas.
A comunicação tem como objetivo de travar ou manter entendimento. É ligar ou unir a exposição oral. Assim sendo, a comunicação é em suma, é o ato de uma pessoa relatar à uma outra as suas idéias, sentimentos e crença; Isso é comunicação.

1 – Comunicação útil para um casamento feliz
a- A conferencia ou recolhimento de idéias ou correção de algo obscuro
Método muito usado nas empresas quando querem recolher idéias novas. Os fatos levantados, os desejos expostos. Tudo o que  se fala em um reunião formal ou objetiva, são consideradas para depois serem feitas as idéias.
O casal que não adotar este sistema de comunicação em seu lar, poderá sofrer algumas dificuldades mais tarde. Pv. 11.14 “Quando não há conselho os planos se dispersam, mas havendo muitos conselhos eles se firmam”.
O conselho é uma forma de comunicação, na qual  recolhe idéias para formar uma opinião correta da informação não ortodoxa .

A1 – O Marido o sábio conferente do lar
Quase sempre, nós maridos somos faltoso nesse particular, mas é preciso que aprendamos a sermos conferentes da idéias antes de tomarmos qualquer partidarismos.
O sábio Salomão escrevendo em  provérbio ele diz:: Pv. 25.12 “Como pendente de ouro e gargantilha de ouro fino,  assim é o sábio repreensor  para o ouvido do ouvinte”.
Como isso afeta o nosso casamento? Uma boa esposa sabe lidar com o marido mau humorado, como: recolhendo as idéia que o levou a tal situação, tomando conhecimento o diálogo tornar-se mais franco é mais compreensivo, porque ela usará de sabedoria para não  que a comunicação naquele dia não seja interrompida em seu lar; Ela uso conselho sábios e que não feriu ainda mais o ouvido de seu ouvinte “Marido”. Da mesma forma o esposo.
A falta de conhecimento do sentimento alheio, tem criado grande obstáculo, quando o assunto é iniciado sem antes analisarmos o fato . Diz  certo adágio; “Se conselho fosse bom, não era dado, e sim vendido”. Portanto ao iniciar a comunicação em forma de conselho, tenha cuidado para não ferir ainda mais o seu ouvinte. Conheça antes o seu sentimento, certifique se teu conselho será  útil. Em certos momentos, o silencio é o melhor meio de comunicação.

2 – Não frustre seu cônjuge
O Simples fato de estarmos mexendo com os lábios, não quer dizer que estamos comunicando. A comunicação tem que ser levada a feito; O cônjuge de receber e ouvir, esse são o duplo processo da compreensão. Às vezes o que ouvimos, nem sempre é o que tencionamos a dizer. Assim frustramos o nosso ouvinte  e fechamos a parta para a comunicação.
a- A corrupção da comunicação no casamento
Como isso acontece dentro do seio conjugal: Cl 3.8 “Mas, agora, despojai-vos também de tudo: da ira, da cólera, da maledicência, das palavras torpes de vossa boca”.
 Palavra torpe – quantas vezes corrompemos a nossa comunicação, o bom humor da família, porque o nosso coração está cheio de ira e cólera, transformando o que seria um diálogo familiar, para uma contenda sem motivo; Eis a razão de muitos estranhos morando debaixo do mesmo teto. Que Deus nos guarde para que não corrompamos aquilo que de melhor na família “A comunicação”.
b- Manipulando a comunicação
Quando estamos falando de manipulação, não estamos falando daquela conversa íntima que estimula o sexo oposto. A manipulação é a comunicação falsa usada para tirar aproveito. Jz 16.16-17 “Sucedeu que importunando-o ela todos os dias com as suas palavras e molestando-o, a sua alma angustiou até a marte. E descobriu-lhe o seu coração: nunca subiu navalha à minha cabeça, porque sou narizeu de Deus, desde o ventre de minha mãe, se viesse a ser rapado, ir-se-ia de mim a minha força, e me enfraqueceria e seria como os mais homens”. Assim, Dalila manipulou Sansão até  que confessou o segredo de Deus. A comunicação manipulada, um dia levará a grande decepção, e as conseqüências será maior do que se guardar em silêncio até que haja resposta sábia. Não tente descobrir segredos que não te pertence.
 Muitas (os) esposas (os) para tentar descobrir se o (a) cônjuge tem algumas afinidades com o sexo oposto ela (e) manipula um conversa, despertando certa curiosidade no manipulado, e agora é ele quem quer saber, criando assim um situação desagradável.
Certa jovem senhora disse ao esposo; Na igreja tem uma moça que não cessar de olhar para você em todos os cultos, mas não disse quem era a moça. O rapaz começou a indaga-la, a jovem senhora  encontro-se em apuro pois não existia ninguém que olhasse tanto para seu esposo, foi quando ela disse : aquela fulana de tal. Certo dia o jovem senhor procurou a fulana de tal, quando acabou em um relacionamento que levou a fatalidade conjugal. Exemplo como este, ou semelhante deve ser evitado ao máximo.

b- Murmuração e contenda prejudica comunicação
sto não é fato, mas realidade. Murmuração corresponde a maledicência que o ato ou efeito de fazer mal, ou seja: tudo o que se opõe o bem.
Se opor sem causa às certas crises que surge no casamento pode levar a murmuração. Vejamos o que diz Paulo aos Filipenses: Fl. 2.14 “Fazei todas as coisas sem murmuração e sem contenda”. A expressão para todas as coisas, explica que não devemos deixar espaço para que nada prejudique a comunicação conjugal.

III – VENCENDO AS BARREIRA DA COMUNICAÇÃO  NO CASAMENTO
Ou, vencemos as barreiras, ou elas nos vencem. Paulo diz que somos mais que vencedores.
1 – Vencendo com amor
O amor é o fundamento de tudo o que fazemos. Eu uso dizer, que para ser uma boa cozinheira é preciso amar cozinha, caso contrario, nem a própria cozinheira terá apetite pelo de prato cozido. I Co 13.1-13 Paulo Diz: “Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos e não tivesse o amor ( ou caridade), Seria como o metal que soa, ou como o sino que tine......”. No último versículo, o 13 paulo da o chek mate “Mas a maior desta é o amor”.
O amor nunca falho leia I Co 13.8. Pode haver diferenças de opiniões, diferença  personalidade, porem, tudo deve ser vencido com amor.Essas diferenças  que existem em cada pessoa enfatiza o fato que esforços são necessários para romper os obstáculos que interrompe a comunicação, e isso só com o verdadeiro amor
2 – Renuncias necessárias
a- Saber ouvir
Quem não é um bom ouvinte, não pode ser um bom falante, isso exige renuncia de nossa parte. Saber ouvir exige humildade. Tg 1.19 “Sabei isto, meus amados irmão; todo homem seja pronto para ouvir, tardio para falar”.
Aprenda isso; Deus nos deu dois ouvidos e uma boca, caso contrario, teria nos dado duas boca e um ouvidos só. Isso parece simples, mas tem grande significado.
Quando a boca está aberta, a mente para de coletar conhecimento, portanto para crescer em conhecimento, não é a boca deve estar aberta, mas sim os ouvidos.
Para que nosso casamento seja uma benção, temos que tomarmos conhecimento das coisas que nós envolvem, bem como de toda família. Ouvir tudo, ante de tomarmos qualquer decisão ( falar). Não falhe em ouvir; ouvir não custa nada, porem, o falar muito. Ninguém é obrigado a falar, no entanto depois que falar deve sustentar o que falou.
Ferir com palavra é muito fácil, o difícil é curar a ferida e tirar a cicatriz que ficam. Cale-se quando for necessário.
b- Ouvir com atenção e boa vontade
Não basta somente ouvir, é preciso ter boa vontade para entender, se quiser dar conselhos sábios. Pv. 18.15 “O coração do sábio adquire conhecimento, e ouvido do sábio busca a ciência”.
Buscar ciência, é buscar objetivos claro para toda a família.
Ao encerrarmos esta apostila, vamos deixar um assunto pendente para uma próxima apostilha:  “A comunicação sexual” que iremos abordar no próximo estudo que intitularemos “Sexualidade no casamento”.


CONCLUSÃO
A falta de comunicação é o maior motivo  para levar o casamento a fracasso em todos os níveis e camadas social, religião e crença.
Oremos para que Deus nos de coração sábio, para termos comunicação inteligente. Sermos cedo para ouvir, e tardio para falar. O que ouvir pregarmos sob o telhado.

Fonte:


Postar um comentário