O que vale mais do que sua salvação?



Oi queridas amigas, tudo bem? Já estamos na reta final para o fim de ano, né? Vamos aproveitar esses últimos dias para fazer uma reflexão de nossas vidas para consertar o que precisa ser consertado e assim, começarmos o ano bem com Deus.
Hoje vou escrever sobre algo que aconteceu comigo há alguns anos atrás. Eu me lembro de um dia, estar na Igreja participando de uma reunião de quarta-feira, quando de repente, um barulho assustador começou a tocar nas caixas de som. Eram os gritos do inferno. Lembram daquele experimento onde os cientistas colocaram um microfone dentro de um vulcão e gravaram sons horripilantes que pareciam pessoas gritando no inferno? Pois é, esses foram os sons que ouvi naquela reunião. Sim, eu era criança, filha de pastor, assídua na Igreja, mas isso não me fez naquele momento ter a certeza de que se eu morresse ali, iria para o céu. Eu confesso que fiquei com muito medo naquele dia. Medo de morrer e ir para o inferno. Eu não gostava de participar das quartas-feiras na Igreja porque o tema sempre era de salvação, vinda de Jesus, arrebatamento e grande tribulação. Eu tinha medo de ouvir sobre essas coisas pois não tinha certeza para onde eu iria. Ler o Apocalipse para mim era missão impossível. Eu não queria saber sobre a vinda de Jesus, o medo me consumia. Ir para o inferno me dava muito medo.
Pois é amigas, foi esse medo que me fez tomar a decisão de me entregar para Jesus. O medo do Inferno, medo de morar com o diabo. Esse medo me levou a ter temor para com as coisas de Deus, a levar a sério a salvação, a prestar atenção quando o pastor ou meu pai pregavam, pois eu queria saber o que eu tinha que fazer para ser salva. Foi aí que aprendi a buscar com sede o Espírito Santo, a lutar para mudar o meu caráter, a me dar mais para Jesus, a servir a Deus de verdade, foi esse medo que me deu aquele empurrão e reconhecer que de verdade existe sim um inferno e um céu e são as minhas atitudes hoje que decidirão o meu futuro. 
Sabe amigas, um dia eu parei e comecei a pensar sobre isso. Imaginei o céu e o inferno. Vocês já fizeram essa experiência? Se não, eu te aconselho que o faça hoje mesmo. Pare uns minutinhos e imagine o céu, um lugar perfeito, limpo, lindo, brilhante, cheio de paz, de lindas cores, pedras preciosas, um pai amoroso que vai te esperar de braços abertos para te dar aquele abraço apertado e te dar as boas-vindas em sua nova casa, um lugar com tudo de bom!! Ahhh, que maravilha vai ser o dia em que encontraremos o nosso amado Senhor, espero ansiosa por esse dia!! Agora, imagine o contrário: um lugar escuro, fedido, imundo, cheio de bichos, pessoas gritando de dor, insetos gigantes e o pior, a dor do arrependimento, de saber que um dia teve a oportunidade de estar no céu e não foi, porque quis fazer a sua vontade, porque não valorizou a salvação… Imagine todos os dias se lembrar que poderia estar no melhor lugar que existe e não está por pura teimosia, por orgulho, por simplesmente não se esforçar um pouquinho mais! Imaginem isso amigas… E agora eu faço a pergunta: será que uma mentira, um caráter ruim, uma malícia, maus olhos, maus pensamentos, pecados, e etc. Valem mais que sua salvação? Você vai perder a oportunidade de morar no lugar mais perfeito que existe e com Jesus por coisas tão insignificantes? Você não tem medo de ir para o Inferno? Pensem nisso amigas e leiam comigo este versículo:
“Não tenham medo dos que matam o corpo, mas não podem matar a alma. Antes, tenham medo daquele que pode destruir tanto a alma como o corpo no inferno.” Mateus 10:28.
Reflitam nisso amigas e vamos começar 2015 diferente: Cuidando exclusivamente da nossa salvação.

 fonte:
Postar um comentário