Lições de Neemias para termos sucesso em nossos projetos




Hanani foi a Judá e ao retornar à Susã com alguns homens, seu irmão Neemias perguntou sobre os judeus que sobreviveram do cativeiro, e também sobre Jerusalém. Eles responderam que os sobreviventes estavam em grande sofrimento por conta da humilhação, além dos muros de Jerusalém terem sido derrubado, e as portas incendiadas.

Neemias então se compadeceu pelo sofrimento do povo e num primeiro momento apenas sentou-se e chorou. Passado alguns dias, ele resolveu tomar uma atitude e não ficar apenas lamentando o ocorrido. Então e ele jejuou e orou.

O jejum tem o objetivo de recebermos de Deus a sabedoria e discernimento e necessários para lidarmos com uma situação específica. Não se faz jejum para barganharmos com Deus, mas para que Ele nos forneça a clareza espiritual diante dos fatos. Todavia, nosso coração e a atitude de jejuar devem estar de acordo com o propósito a ser realizado. Deve haver coerência no desejo de obter de Deus, o direcionamento correto para o que precisa ser executado, diante de qualquer circunstância.

Alguns detalhes observados com a oração feita por Neemias:

- Engrandecia o nome de Deus e a sua misericórdia;
- Pedia para que o Senhor ouvisse sua oração, demonstrando subsmissão;
- Ele não orava como por exemplo “Perdoe os pecados deles Senhor”, mas “Perdoe os nossos pecados”;
- A confissão não era generalizada, mas detalhada e sincera. Neemias citava item por item, detalhe por detalhe;
- Pedia ao Senhor que se lembrasse da promessa que Ele tinha feito a Moisés, onde aqueles que obedecessem aos mandamentos e os pusessem em prática, Ele engrandeceria o nome d’Ele;
- Pediu ao Senhor que atentasse à oração dos Seus filhos que foram resgatados e que têm prazer nEle.

Esses 2 últimos itens me fizeram lembrar do versículo de Isaías 41.21 que diz “Apresentai a vossa demanda, diz o SENHOR; trazei as vossas firmes razões, diz o Rei de Jacó.” Com isso entendo que Deus gosta quando utilizamos a própria palavra dEle como justificativa do que estamos apresentando em oração. Todavia, é óbvio que quando usamos tal argumento deve haver coerência com nosso estilo de vida. Dizer para Deus que leve em consideração nossa vida de obediência, quando Ele sabe que na verdade é pura desobediência é tolice ! Ele nem vai ouvir...

Neemias era copeiro do rei Artaxerxes e quando o rei viu o semblante triste dele, perguntou o que tinha acontecido. Ao relatar o motivo de sua tristeza, o rei lhe perguntou o que ele gostaria de pedir. Então Neemias orou a Deus (creio que pedindo sabedoria para aproveitar aquele momento), e então respondeu ao rei que gostaria de uma autorização a fim de que fosse liberado de suas atividades e pudesse ir a cidade onde seus pais estavam enterrados, e então pudesse reconstruí-la.

Quando li esse trecho fiquei tão alegre, que parei uns instantes para refletir... Neemias poderia ter pedido qualquer coisa ao rei, mas ele preferiu fazer apenas o que estivesse no coração de Deus. E ele poderia até desejar a vontade de Deus, mas se não fosse ousado em arriscar em pedir tal coisa ao rei, nada aconteceria. É necessário estamos no centro da vontade de Deus para discernirmos as oportunidades que Ele nos dá no meio que vivemos, e então aproveitarmos com ousadia. É como algo que você precisa realizar por exemplo, mas sem a autorização do seu chefe você não pode fazer... você chega até ele e sem medo, com ousadia expõe o que precisa. Se você estiver na direção de Deus e Ele te confirmar que estará contigo se tentar tal coisa, Ele vai tocar no coração de tal pessoa, ainda que humanamente falando seja impossível, e Ele mesmo abrirá as portas ! Aleluia ! Que coisa maravilhosa ! Eu particularmente já fiz isso algumas vez e deu certo porque somei a ousadia com a certeza de que era o Senhor quem abriria tal porta !

O rei e a rainha negociaram com Neemias um prazo para realização de tal projeto, a fim de que pudesse voltar. O acordo foi feito e a autorização foi concedida.

Ainda em ousadia, Neemias pediu ao rei que intervisse solicitando doação de madeiras para a reconstrução e para construção da casa que ele ficaria hospedado. Creio eu que ele insistiu avançando com ousadia em seus pedidos ao rei por ter a segurança e respaldo de Deus. O rei mais uma vez concedeu o que ele pediu, e ainda enviou uma equipe para escolta dele. Veja que apoio brilhante ! Tenho certeza que Neemias nem imaginou que Deus faria tanta coisa linda através do rei.

E você, tem sido ousado para regar e esperar frutos deliciosos nas sementes que Deus tem colocado em suas mãos para a obra dEle ? Pois então olhe para Neemias e sinta-se motivado a seguir adiante, em ousadia e alegria ! É Ele quem realiza através de nós. Basta nos disponibilizarmos e confiarmos que é Ele quem nos capacita.

Sambalate e Tobias porém ficaram muito irritados por saber que existia alguém interessado no bem dos israelitas.

Neemias depois de 3 dias em Jerusalém, saiu com alguns dos seus amigos sem contar-lhes o que Deus tinha colocado em seu coração. Ele não contou a ninguém, nem aos oficiais que o rei tinha mandado escoltá-lo, nem aos que contribuíram com a obra de reconstrução.

Quantas vezes nós abrimos a nossa boca para falar aquilo que o Senhor tem colocado em nosso coração, não é verdade ? Achamos que podemos falar pelo menos aos que confiamos. Mas aí sabe o que acontece ? Satanás escuta a conversa e começar a tramar seus projetos para nos atingir e impedir que a obra de Deus seja concluída. Ele começa inclusive a colocar no coração de algumas pessoas que não estão na mesma direção que nós, a fim de lançar-nos pedras de desânimo ! E se nós tivéssemos ficado calados? Sem contar que muitas vezes achamos que tais pessoas são de confiança e em total apoio, mas na verdade, apesar de não demonstrarem, não estão no mesmo propósito.

Depois disto, Neemias disse aos seus amigos a situação de Jerusalém ( a situação e não que Deus propôs em seu coração), chamando-os à obra de reconstrução. Neemias compartilhou com eles sobre a bondade de Deus e o que Ele fez através do rei. Eles então se encheram de coragem a reconstruir, declarando que acreditavam ser um bom projeto.

Sambalate, Tobias e Gesém zombaram deles e Neemias então com autoridade lhes respondeu que era Deus quem os faria prosperar. Acrescentou também que eles não tinham parte em Jerusalém e que a intromissão deles não tinha cabimento.

As tarefas foram distribuídas por equipes e áreas de trabalho. Planejamento, organização e comprometimento com todos é indispensável.

Em uma determinada área o comprometimento não foi de toda a equipe, pois rejeitaram a orientação de seus supervisores. Todavia, os próprios moradores de Jerusalém colaboraram nas equipes, que foram se multiplicando.

Sambalate, Tobias e Gesém insistiram em declarar oposição à obra, ridicularizando os judeus com piadas maldosas e debochadas. Neemias orou a Deus pedindo que olhasse para eles...

Então a reconstrução tinha ido até a metade, pois o povo estava totalmente dedicado ao trabalho. Sambalate, Tobias e Gesém souberam que a obra estava prosperando e ficaram furiosos, planejando se unir para atacar causando confusão. Mas os líderes oravam e colocavam guardas de dia e de noite para se protegerem. Será que estamos nos protegendo dos ataques de Satanás, através das orações e das atitudes baseadas em sabedoria ?

O povo de Judá começou a dizer que os trabalhadores já não tinham mais forças e que ainda tinha muito trabalho. Além disso, eles diziam que não dariam conta. Mas sabedor dos planos maldosos dos que tentaram impedir a obra, Neemias organizou reforço para alguns pontos, de forma estratégica. Falou aos trabalhadores que não tivessem medo, mas que se lembrassem da grandeza de Deus.

Os inimigos souberam que os trabalhadores estavam cientes da trama e que Deus a tinha frustrado. Então os trabalhadores souberam disso e voltaram ao seu trabalho. Contudo, metade deles permaneciam armados. Os que transportavam material, com uma mão trabalhavam e com a outra seguravam a arma. Com Neemias ficava um homem pronto para tocar a trombeta, onde todos estavam instruídos a se juntarem quando a ouvissem.

Todo o grupo que trabalha em prol de um objetivo precisa estar unidos nas estratégias.

Neemias e alguns outros trabalhavam intensamente sem ao mesmo trocarem a roupa do corpo, e instruiu aos ajudantes que trabalhassem de manhã e a tarde.

Sambalate, Tobias e Gesém planejavam algo contra Neemias e pediu a ele que se encontrasse com eles. Mas Neemias respondeu que não iria porque estava fazendo um trabalho muito importante. Eles insistiram mais 3 vezes e Neemias deu a mesma resposta. Depois disso, Sambalate o convocou novamente ao encontro, mas dessa vez por escrito, dizendo tratar-se da reconstrução dos muros, onde souberam tratar-se de uma evolução a fim de que ele viesse a ser o rei. Neemias respondeu que tudo aquilo era mentira e que Sambalate estava inventando aquela informação. Neemias falou que a intenção de Sambalate, Tobias e Gesém era colocar medo e fazê-lo desistir do trabalho. Então Neemias pediu que Deus renovasse suas forças.

Semaías propôs a Neemias que se escondesse no Lugar Santo, que será exclusivo dos sacerdotes. Ocorre que, Neemias estaria em pecado por entrar nesse lugar, por não ser sacerdote. Além disso, Neemias respondeu que não é do tipo de homem que foge e se esconde, e que não faria isso de jeito nenhum.

Neemias refletiu sobre o assunto e chegou a conclusão que não foi Deus quem tinha usado Semaías em tal conselho, e viu que na verdade era uma estratégia de Tobias e Sambalate para que ele pecasse.

A obra terminou e todos os inimigos ficaram desmoralizados porque souberam que o trabalho havia sido feito com a ajuda de Deus. Tobias continuou investindo para que Neemias ficasse com medo.

Após o término do muro e que as portas já haviam sido colocadas, Neemias nomeou porteiros, cantores e levitas. E para governar Jerusalém, encarregou seu irmão Hananias, pois ele era íntegro e temia a Deus mais do que a maioria. O líder precisa se destacar em Deus, não só em seus talentos.

Neemias orientou os porteiros que ao deixar o serviço não deixassem as portas abertas, mas travadas. Moradores de Jerusalém também foram designados como sentinelas.

Os trabalhadores de uma obra precisam estar unidos e armados não só enquanto se conclui a mesma, mas após também, como manutenção.

Esdras leu o livro da lei de Moisés para todo o povo, louvou e ergueu suas mãos para adorar ao Senhor junto com o povo. Os levitas leram e interpretaram o texto, explicando ao povo.

E Neemias falou ao povo que podiam sair, comer e beber o melhor que tivessem, repartindo com os que nada tinham.

Seja em que área trabalharmos, seja em que tivermos desfrutando do melhor de Deus nesta terra, NUNCA podemos nos esquecer de compartilhar e repartir com os que não tem tido condições de receber a mesma porção.

Os levitas oraram a Deus glorificando-O por tanto cuidado e misericórdia com Seus filhos fiéis, e também com os que foram infiéis.

Depois disto, Neemias ficou sabendo que o sacerdote Eliasibe tinha cedido um espaço no pátio do templo de Deus para Tobias ficar hospedado. Ele então ficou muito aborrecido, tirou todos os móveis de Tobias da sala, mandou consagrar o espaço e recolocou os utensílios da casa de Deus com as ofertas de cereal e incenso. Neemias também colocou homens de sua confiança para cuidar da distribuição dos suprimentos.

Temos nos revoltado e tomados as atitudes certas com as coisas absurdas que estão fazendo na casa de Deus ???

Autoria do texto: Juliana Meni


Postar um comentário