Cuidado boquinha com o que fala !

Preciso compartilhar com vcs uma msg do Blog “Dá pra ser melhor”, cujo moderador é o jovem Vitor Silveira. É uma msg muito edificante que vale uma boooooa reflexão !



"Quantos de vocês que são do berço evangélico se lembram daquela musiquinha, "Cuidado boquinha o que fala, cuidado boquinha o que fala..."? Ela marcou minha infância e também foi fundamental na minha formação dentro do evangelho, pois ela toca num assunto que hoje é bastante polêmico, sendo tópico até de renomados debates de rádio: palavrão é coisa de crente?? Todo mundo já está cansado de saber que isso não é coisa de cristão, que quem tem compromisso com Deus não fala palavrão. Mas a questão maior que eu quero levantar aqui é o que é palavrão e o que não é. Eu completo dia 01/08, duas décadas de idade, ainda estou crescendo, conhecendo o mundo (o planeta, rsrs), e passando pela fase da adolescência eu comecei a perceber que o mundo era mundo mais relativo do que me era amostrado. Eu comecei a descobrir que além da Palavra de Deus, nada é absoluto, que tudo varia de acordo com a criação que a pessoa tem. Então comecei a ver pessoas, evangélicas mesmo, que falavam coisas que eu considerava (alguns ainda considero) palavrão. Eu cheguei a entrar em conflito quanto a isso, pois a criação que minha mãe me deu, o que eu aprendia na igreja na "salinha das crianças" é que cristão, "criança de Jesus" não fala palavrão, e quando eu me deparava com aquele pessoal que, por diversas vezes via sendo usados por Deus, via falando em línguas estranhas, falando palavrão, ficava chocado. Isso tudo aconteceu por causa da criação que eu tive, do que as pessoas tinham me ensinado. Foi então que eu vi que "não tinha nada a ver falar palavrão", que você poderia ser desbocado e ser usado por Deus ao mesmo tempo. Essa foi a conclusão que eu tirei diante daquela situação, mas eu ainda assim me sentia incomodado com aquilo, e decide, eu mesmo, buscar mais sobre o assunto, e então eu descobri Colossenses 3:8, e vi que tava tudo ERRADO. Descobri que da boca de um cristão devem sair palavras que edifiquem, devem ser como o Methiolate para a ferida, como o açúcar para o café, como óleo para o motor. Nossas palavras tem trazer solução para as pessoas, nossa boca deve ser um verdadeiro INSTRUMENTO DE DEUS para o nosso próximo. Eu não julgo a ninguém por, depois de levar um pisão no pé soltar aquela "palavrinha bonita", ou então depois de um carro te jogar água na rua você "chamar o motorista de abençoado", mas com certeza, eu vou olhar de cara e feia. Eu sei que não sou perfeito, mas eu preciso estar constantemente me policiando quanto a isso, pois uma brecha que se der o inimigo vem e entra, e faz um estrago total. Então, o conselho que fica para este post é: CUIDADO BOQUINHA O QUE FALA! Evite estar falando estas palavras as quais desagradam o coração de Deus. Até mesmo aquelas gírias que realmente não ofendem a ninguém, mas que não nos diferenciam em nada do mundo. Lembre-se que você carrega nas costas a responsabilidade de levar a mensagem da cruz, e que as pessoas precisam de você para chegar a Cristo, pois você é um "pequeno Cristo", então, faça valer a o nome que Deus lhe deu, e SEJA MELHOR!!!!

Deus vos abençoe!

Vitor Silveira"

Segue o link da mensagem para que vc aproveite e visite o Blog do Vitor: : http://daprasermelhoroblog.blogspot.com.br/2012/07/coracao-puro-labios-puros.html

Postar um comentário