Seja um VERDADEIRO adorador



Resumo da ministração realizada pelo meu amigo Marcel França, no culto de 16/09/2012. * Baseada em João 4.23 * “Pastores Deus separa, missionários Deus envia, mas verdadeiros adoradores Deus procura”





Nós não precisamos de rótulos para pregar o Evangelho, basta que sejamos verdadeiros adoradores, pois assim, o próprio Deus nos instruirá; Adoração é muito mais do que freqüentar uma  igreja, dar glória a Deus, aleluia e cantar músicas bonitas;  

3 Perfis de um verdadeiro adorador:

1º) O verdadeiro adorador não se vende nem se corrompe com as propostas deste mundo:

Por mais que Satanás tente mostrar ao homem “por A + B” que ele terá mais lucros com suas propostas, se esta pessoa for um verdadeiro adorador, saberá que são caminhos que o levarão à morte, e não cederá pois aquele que está em Cristo não se vende e não abre mão dos projetos de Deus para a sua vida. Satanás tenta impressionar os homens (ser humano em geral) iniciando pela visão para atrair. Ele sabe em que áreas cada pessoa tende a fraquejar, e investe intensamente para que suas propostas sejam atraídas como uma boa opção. Ele apresenta suas propostas com aparência benéfica excluindo totalmente as conseqüências de tais escolhas. Se esta pessoa se rende às propostas e se deixa envolver por elas, pode até ser que ela viva alguns poucos momentos ilustres no início, mas ela será envolvida ao pecado como se estivesse em uma areia movediça... quanto mais ela se mover, mais presa ficará, até que seja exposta à vergonha. Mas o verdadeiro adorador sabe quem é o Senhor de sua vida, e se move em direção ao conhecimento e prática da Palavra de Deus, que dirige seus passos e dá discernimento para combater às ciladas de Satanás. O verdadeiro adorador não se vende nem se corrompe, mas prossegue em conhecer ao Senhor em todo o tempo, em qualquer estação, certo de que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que O amam.

2º) O verdadeiro adorador não adora a si mesmo, não é egocêntrico, mas Cristocêntrico:

O egocêntrico pensa coisas do tipo: “Se eu não pregar, Deus não faz nada” “Se eu não for o líder, a obra não anda” E outras coisas deste tipo... A adoração ao EU impede a adoração a Deus, porque não sobra espaço para outro... Será mesmo que somos auto-suficientes e não dependemos de Deus em nossas atividades ministeriais ? O que acontece se o Espírito de Deus se ausentar de nós, por nos apegarmos tanto ao serviço e nada à busca por Sua presença ? O que acontece se o exercício do nosso chamado ministerial não tiver como base o direcionamento do Espírito Santo ? O que seria cumprir o chamado de forma religiosa, dedicando-nos às atividades e adiando dia após dia o direcionamento de Deus para cada detalhe ? É algo a ser pensado...

3º) O verdadeiro adorador adora a Deus por causa do sangue de Jesus Cristo:

O que te faz seguir a Jesus ? Qual a nossa motivação de adoração ? A motivação de nossa adoração não pode estar naquilo que Deus faz e pode nos oferecer, mas em quem Ele é. Aqueles que seguem a Jesus só pelo que Ele pode oferecer, certamente ficarão vulneráveis às estações da vida, porque não estará firmado como uma árvore junto ao ribeiro das águas... Medite em Habacuque 3 e Salmo 1.2-3. Deus procura verdadeiros adoradores... Estes têm prazer em conversar com Jesus... têm comunhão e intimidade com Ele, não O procuram apenas quando acham que estão precisando de alguma coisa que possa vir da parte dEle !

Você tem o hábito de agradecer ao Senhor pela sua salvação e de sua família?

Pense nisso ! Bom, éh isto ! Assim como fui edificada com esta linda ministração, espero que vc tenha sido abençoado com o resuminho dela.

Ass: Juliana Meni 








Postar um comentário