Valorize sua aparência: não desista da vida !



Hoje vamos a mais uma etapa: muitas mulheres carregam em si as marcas do abuso projetadas nessa reação emocional, com consequências físicas. Você passa a se rejeitar de tal forma que não encontra forças ou propósito para se arrumar e se cuidar fisicamente.

 

Lembra-se do espelho? Ele definitivamente é o seu inimigo, porque vai refletir a imagem de alguém que você não quer ser: uma mulher desarrumada, com roupas largas, descombinadas, cabelos maltratados, pele ressecada e um semblante caído e sofrido.

 

Você não mais se valoriza não se aprecia e através de sua aparência tenta mostrar para o mundo que desistiu da vida.

 

Automaticamente os que estão à sua volta passam a lhe ver da mesma forma: não porque de fato não tenha beleza ou valor, mas porque você mesma tem se desmerecido. Quando está perto de outras mulheres (que muitas vezes nem bonitas são, mas se cuidam), você se sente ainda mais inferior não atinando que isso tem sido uma opção sua.

 

Não significa que as outras sejam mais bonitas que você, mas sim que você se preocupa muito menos em ser tão bonita quanto elas.

 

Isso sem falar na falta de cuidados para com a sua saúde: ou se entrega aos prazeres de alimentos calóricos, come desregradamente, acumulando um peso excessivo ou se autodestrói com uma alimentação fraca e se torna anêmica.

 

Seja qual for a variante, a verdade é uma só: você tem imposto a si própria esse tipo de comportamento e refletindo assim o que está dentro de você: uma entrega passiva ao sofrimento.

 

Ora, a sua mente está enclausurada e é o momento de confrontar a realidade: você não precisa andar desarrumada, ter uma vida desregrada e mostrar para o mundo que foi abusado e que ainda sofre por isso. Nesse momento você pode retomar as rédeas de sua vida, passar a se amar e se valorizar, investir na sua aparência, cuidar da sua saúde e se recriar para esse mundo.

 

O seu agressor não merece que você passe uma vida inteira sofrendo dos efeitos colaterais do abuso. Confronte a realidade: você não está feliz assim, você não vive em paz com a sua aparência, você não se sente realizada na sociedade, então por que continuar dessa forma se em você mesmo está o poder para mudar?

 

O primeiro passo é admitir que a sua aparência atual fosse uma opção sua, mas que agora decide fazer uma nova resolução de vida e se cuidar. O segundo passo é começar essa mudança agora: olhe-se no espelho.

 

O que falta?

 

Um corte moderno de cabelo, arrumar as sobrancelhas, uma sombra, um batom, roupas passadas? Mude algo em você neste minuto e continue durante toda esta semana. 

Lembre-se da beleza das aves e dos lírios “Não tendes vós muito mais valor do que elas?”


Postar um comentário