A Bíblia não é oráculo

O manuseio honesto do texto no contexto é a maior ajuda que alguém pode dar a si mesmo, no sentido de compreender a mensagem da Bíblia. Confiar em acaso, sorte, destino ou qualquer “ajuda extra”, no fim das contas só prejudica a compreensão da Palavra. Não adianta concorrer numa espécie de “loteria bíblica”: a grande maioria sai perdendo.
Imagine o que acontece com alguém que abre a Bíblia em qualquer lugar e lê: “Então Judas, … retirou-se e foi enforcar-se” (Mt 27.5). O leitor desconfiado da mensagem abre em outro texto, buscando confirmação, e lê: “Vai e procede tu de igual modo” (Lc 10.37). Assustado, tenta mais uma vez, na esperança de ouvir uma ordem mais suave. Abre o livro uma terceira vez, cheio de expectativa e lê: “O que pretendes fazer, faze-o depressa” (Jo 13.27)!
Os exemplos extremos dados acima não são uma descrição exagerada dos perigos de não estudar o contexto de um texto bíblico. Toda vez que tratamos a Bíblia como se fosse uma lista de oráculos desvinculados de qualquer relacionamento com o contexto, o resultado é algo perigoso.
- Bost, Bryan e Álvaro César Pestana Do Texto À Paráfrase – “Como Estudar a Bíblia”, São Paulo: Editora Vida Cristã, 1992, pp. 31-32.

Esse texto nos alerta para uma situação muito comum em nossos dias. Pessoas, no anseio de ouvir a voz de Deus, abrem a bíblia aleatoriamente esperando que o versículo que se abrir diante de seus olhos será uma mensagem divina, justamente por não ter sido escolhido voluntariamente.
Certamente você já viu as famosas caixinhas de promessas, as quais contém inúmeros versículos que são tirados diariamente um a um.
Queridos, Deus não fala assim.
Deus é uma pessoa e fala quando ele quer falar e não quando nós decidimos que queremos ouvi-lo.
A bíblia é a palavra de Deus e ao lê-la em qualquer parte, seja no antigo ou no novo testamento, você estará tendo um contato direto com a voz de Deus, independentemente da forma como foi feita a escolha do texto.
Portanto, ao invés de buscar maneiras e mais maneiras de se iludir, tenha um relacionamento pessoal com Deus. Crie intimidade com Ele e então conseguirá ouvir a voz Dele diretamente em seu coração, sem precisar fazer qualquer sorteio. 
Não crie ilusões. Crie um relacionamento concreto de amor, amizade e cumplicidade com o Pai.

Postar um comentário