Resgatando as dracmas perdidas em nossa família

Aqueles que pensam seguir os padrões do mundo para estruturar suas famílias, obterão o contrário, ou seja, desestruturação, porque é isso que o mundo incentiva: divórcio, individualidade, traição, etc. Mas os que colocam suas famílias no altar de Deus, alcançam uma família estruturada, abençoada, unida, vencedora e harmonizada em Cristo Jesus.

Devemos resgatar as “dracmas perdidas” nos nossos relacionamentos familiares, de forma que estejamos atentos às dicas do Espírito Santo (através da intimidade e comunhão com Deus), somadas a nossa disponibilidade e esforço em buscar e consertar o que foi perdido. Isso também inclui profetizar água onde só se vê deserto e sequidão, crendo que Deus fará além do nosso esforço.

Precisamos “varrer a casa” e tirar o lixo da nossa casa, valorizando as coisas boas, ou seja, os pequenos detalhes. É necessário tomar atitudes sob a luz do Senhor.

Lucas 15.8-10
“Ou qual a mulher que, tendo dez dracmas, se perder uma dracma, não acende a candeia, e varre a casa, e busca com diligência até a achar?

E achando-a, convoca as amigas e vizinhas, dizendo: Alegrai-vos comigo, porque já achei a dracma perdida.

Assim vos digo que há alegria diante dos anjos de Deus por um pecador que se arrepende.”

“Normalmente o perdão não é uma experiência que acontece de uma vez. É um processo dinâmico. Você precisa batalhar por ele.” Elisa Morgan

Deuteronômio 33.12b
“O amado do SENHOR habitará seguro com ele; todo o dia o cobrirá, e morará entre os seus ombros.”

Deuteronômio 33.26-29
“Não há outro, ó Jesurum, semelhante a Deus, que cavalga sobre os céus para a tua ajuda, e com a sua majestade sobre as mais altas nuvens.

O Deus eterno é a tua habitação, e por baixo estão os braços eternos; e ele lançará o inimigo de diante de ti, e dirá: Destrói-o.

Israel, pois, habitará só, seguro, na terra da fonte de Jacó, na terra de grão e de mosto; e os seus céus gotejarão orvalho.

Bem-aventurado tu, ó Israel! Quem é como tu? Um povo salvo pelo SENHOR, o escudo do teu socorro, e a espada da tua majestade; por isso os teus inimigos te serão sujeitos, e tu pisarás sobre as suas alturas.”

Salmo 127.1
“SE o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o SENHOR não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela.”

Salmo 128
“BEM-AVENTURADO aquele que teme ao SENHOR e anda nos seus caminhos.

Pois comerás do trabalho das tuas mãos; feliz serás, e te irá bem.

A tua mulher será como a videira frutífera aos lados da tua casa; os teus filhos como plantas de oliveira à roda da tua mesa.

Eis que assim será abençoado o homem que teme ao SENHOR.

O SENHOR te abençoará desde Sião, e tu verás o bem de Jerusalém em todos os dias da tua vida.

E verás os filhos de teus filhos, e a paz sobre Israel.”


Postar um comentário