Decida-se

Quero compartilhar com vcs essa linda mensagem que recebi de Marilza Rossi, que mora na Suiça.
Tenho certeza que Deus falará algo especial ao coração de vocês.
Um beijo,
Juliana.

Muitas vidas têm sido mudadas, radicalmente transformadas devido à uma única decisão. Sem fazer esta decisão, eu pessoalmente considero que não valeu a pena viver, pois concluo eu hoje que a vida sem envolvimento e intimidade pessoal com Deus é um lento suicídio. Morremos aos poucos e sem saber desta morte lenta, sem chances de mudar, de viver verdadeiramente a vida, pois aquele algo…, aquela coisa…, aquela convicção…, aquela religião…, aquele livro que não fala… porque tantos aqueles nos amarra e nos domina e não temos chances de sair dessa. Mas quando Jesus entra, ou melhor, quando tem a permissão de entrar, Ele começa a trabalhar…, a tocar lá onde ninguém toca…, a explicar o significado do « Livro que fala », aí então passamos da condição de ESCRAVOS a SERES LIVRES. Então sim, podemos nos considerar livres. « Conhecereis a verdade e a verdade os fará livres », diz o Livro que fala. Essa verdade tem um nome, um nome muito contestado, debochado e ignorado por muitos. Um homem, diz a Bíblia, perguntou pra Jesus o que era a verdade, sem saber que AINDA tinha diante de si a VERDADE das verdades.

Marilza Rossi
alemari@bluewin.ch
Postar um comentário