Filme Noé (lançamento abril2014 no Brasil)


"Queridos,
Hoje fui ao lançamento do filme Noé. Fiquei chocado com as incongruências do filme; que vão dos erros que poderíamos chamar de licenças poéticas até os mais fundamentais, que ferem abertamente os princípios preciosos da Palavra de Deus. Por isso, resolvi enumerá-los para ajudá-los a refletir, caso tenham estômago para assistir a essa aberração:
1- Os Nefilins Os Nefilins (anjos caídos) são apresentados como monstros rochosos, e não como gigantes, a maneira como a Bíblia os retrata. Além de errar na forma, o filme os coloca como anjos caídos que se arrependem, e ajudam a Noé na construção da Arca, alcançando no final a sua redenção. Na verdade, a Bíblia revela que eles eram protagonistas na contaminação da raça humana, e jamais encontraram redenção.
2- Os que entraram na Arca No filme, Noé entra com sua esposa, seus 3 filhos, e com uma jovem estéril, a namorada de Sem. Cão e Jafé, os outros filhos de Noé, entram sem esposas, razão que justificou a rebelião de Cão para com seu pai, que o proibira de trazer uma mulher para si. A Bíblia é clara ao dizer que 8 pessoas entraram na Arca (Noé, sua esposa, seus 3 filhos e 3 noras), e os mesmos já eram adultos. Portanto, não há nenhum intruso na Arca, pois a mesma representa a salvação de Deus num tempo de juízo, e somente entraram aqueles os quais ele permitiu entrar.
3- A pessoa de Noé No filme, Noé recebe a revelação de que Deus vai julgar o mundo através do dilúvio. Ele recebe a orientação de construir a Arca e obedece. Acontece que, assim que a chuva começa, Noé impede seu filho ”Cão” de trazer uma jovem do vilarejo ao lado, sob o argumento de que Deus havia decidido acabar com a humanidade, e a razão de ter construído a Arca era para proteger os animais, e não a preservação da raça humana. Num ato de completa insanidade, ele, ainda, decide que vai matar o filho de Sem que está no ventre da sua mulher (que havia sido curada por uma bênção de ”Matusalém”, seu bisavô, e agora podia conceber). Ele afirma que deveria cumprir o propósito de Deus, o de exterminar toda a humanidade, e por isso, se o bebê fosse uma menina, ele a mataria com as próprias mãos. Noé, então, é retratado como um louco; um homem que não tem o mínimo conhecimento do propósito de Deus para a humanidade.
4- Deus Deus é retratado como alguém que se importa mais com os animais do que com a humanidade. Além disso, ele não é capaz de revelar o porquê de todas as coisas para o homem a quem Ele constituiu como instrumento da sua vontade.
4- O desfecho Ao conceber, a mulher de “Sem” tem duas meninas, e Noé vai com tudo para degolar suas duas netas. Ao chegar diante da mãe que segura os dois bebês no colo, ele desiste de cumprir o sua difícil tarefa, e desobedece. Nesse momento, sua nora, e mãe das suas netas, pondera que Deus deu a ele o livre arbítrio, e ele escolhe acreditar na humanidade.

INCONGRUÊNCIAS DO FILME
1- A Bíblia diz que Noé era um homem justo e íntegro no meio da sua geração, e afirma que Noé andou com Deus. Como pode um homem que anda com Deus não conhecer a sua vontade? O Noé da Bíblia é um homem irrepreensível, e não o louco e desprezível que o filme retrata.
2- Na Bíblia, Deus é justo e não pode conviver com a dimensão que o pecado toma em toda a Terra. Por isso, decide julgar o mundo através do Dilúvio. No entanto, sua graça e misericórdia são estendidas a Noé e sua família, que são salvos pela Arca, e tem a oportunidade de começar de novo. Deus, ainda, faz uma aliança com Noé, e promete que nunca mais o mundo seria destruído pelo dilúvio, e mostra o sinal da Aliança através do Arco-íris.
3- A Arca de Noé é um dos tipos mais admiráveis do Senhor Jesus. Só havia uma porta de entrada, só entraram nela os que creram, e por fim, todos os que dela saíram começaram uma nova vida. Jesus, a exemplo da Arca, é o único caminho para a salvação e todos quantos creem na sua salvação são protegidos e salvos do juízo vindouro.
CONCLUSÃO: Poderia falar muito mais sobre as incongruências do filme. Mas, por hora isso basta. O meu pronunciamento não tem o propósito de advertir os cristãos. Estes, por si só poderão compreender os absurdos desse filme. Minha preocupação está nas consequências que virão para os incautos:
1- Os sinceros ficarão chocados com a crueldade de um homem que a Bíblia chama de Santo.
2- Os oportunistas ridicularizarão o filme, e afirmarão que a Bíblia não passa de um livro de ficção ultrapassada.
3- Os ignorantes, como sempre, serão levados a concluírem sem averiguar a verdadeira história.
Ao ver o filme, senti-me como que vivendo no final dos tempos, quando os homens zombarão, e blasfemarão contra Deus, e desprezarão a oferta graciosa de Jesus, a nossa Arca que nos protegerá do juízo eterno.
Lamartine Posella"
--------


Postar um comentário