Um problema embaixo do tapete

Certa mãe resolveu pedir a sua filha que a ajudasse nas tarefas da casa e incumbiu-a de varrer a sala, enquanto ela, a mãe, se ocuparia dos quartos. Minutos depois, chega a menina toda airosa, dizendo que havia terminado a tarefa. A mãe foi conferir. Numa primeira olhada, a sala realmente estava toda limpa. Sua mãe, então, quis saber o que a filha havia feito com o lixo. Ela levantou o tapete revelando o porquê da tarefa ter sido realizada com tanta rapidez, mas de maneira tão inadequada.

Quantas vezes os conflitos dentro de nossa casa não são resolvidos desta maneira!?! Vão sendo colocados embaixo do tapete. Vamos deixando "pra lá"...

É melhor não criar confusão... E com isso vão se acumulando "embaixo do tapete", em nosso coração, mágoas e ressentimentos. Vão fazendo da nossa casa não mais um lar, mas apenas um lugar de passagem onde não há diálogo, não há troca de ideias, não há nenhum sentimento em relação ao outro, onde existe um agrupamento de pessoas e não mais uma família.

Quando Jesus fala sobre perdão em Lucas 17:3, não se refere aos da congregação, aos da Igreja tão somente, mas àqueles que nos são próximos, incluindo os da nossa casa.

Acautelai-vos, Ele diz.

Temos que ter cautela, cuidado, sermos amorosos ao apontar o que consideramos errado dentro de nossa casa, com qualquer membro de nossa família; mas temos que aprender a nos colocar. Não podemos ficar empurrando nossos sentimentos para baixo do "tapete" - e isso é bem típico de nós mães/mulheres, pois queremos o bem-estar da nossa casa, mesmo que seja aparente e à custa de soluções rápidas, ainda que inadequadas.

Se não aprendermos a nos colocar, a confrontar em amor, a perdoar e pedir perdão realmente arrependido, teremos uma família doente. Seremos mais uma família doente...

Vamos colocar em prática, começando dentro do nosso lar, um "confronto amoroso", confessando as nossas faltas uns aos outros, orando uns pelos outros, para que sejamos curados (Tiago 5:16) e tenhamos famílias e famílias saudáveis.

Com carinho,
Sua irmã em Cristo
Valéria Góes

FONTE:

Postar um comentário