Estudo simples e objetivo sobre evangelismo

INTRODUÇÃO

É importante nos lembrar que há diversas oportunidades de evangelizarmos uma pessoa, e a hora certa. As vezes, ao forçarmos uma evangelização, acabamos afastando as pessoas por não respeitarmos a condição momentânea em que ela se encontra. Claro que há exceções, mas sob a direção de Deus. Podemos evangelizar no trabalho, na hora do almoço, na volta para casa, na condução, em momento de lazer propício e etc.

Vejamos o que nos diz o apóstolo Paulo: “Usando bem cada oportunidade porquanto os dias são maus”. ( Efésios 5:16 ).

“Andai em sabedoria para com os que estão de fora, usando bem cada oportunidade”. ( Colossenses 4:5).

Os meios são ferramentas que cooperam para aproximar as pessoas para serem evangelizadas; todas podem ser substituídas, menos a Palavra.


COMO EVANGELIZAR?

A forma de evangelização Bíblica é simples, para que todos os servos do Senhor possam participar, pois no tempo de Jesus não havia carro de som, gráfica para imprimir folhetos, emissoras de rádio, televisão e etc. É permitido por Deus usarmos esses meios, mas não devemos ficar dependentes deles, ou até mesmo acreditarmos que sem eles não há evangelização.

Nós somos a principal ferramenta que Deus quer usar na sua obra de evangelização.

PREPARANDO-SE PARA EVANGELIZAR

Estudar a Bíblia e orar, é o primeiro passo que devemos dar antes de começar evangelizar, pois sem o conhecimento da Palavra e sem orientação do Espírito Santo, não estaremos fazendo a vontade de Deus, mas a nossa.

A forma de evangelizar, é indo às pessoas que não conhecem a palavra de Deus. Alguns deram ouvidos as “nossas” palavras e outros as desprezaram, “se guardarem a minha palavra guardarão também a vossa”. ( João 15: 21 b ).
Antes de fazermos qualquer trabalho de evangelismo, devemos pedir a orientação a benção de Deus. “Eu sou a videira; vós sois as varas. Quem permanece em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podereis fazer”. ( João 15:5).

Quando realizarmos um trabalho de evangelização na casa de um não crente, devemos tomar muito cuidado. Infelizmente, muitas pessoas querem “culto” em sua casa, não para conhecer a Palavra de Deus, “mas para que haja sorte em sua vida”, ou pensam que somos “Detefom” para espantar os maus espíritos, por isso que devemos pedir direção ao nosso Deus em oração, e lembrarmos que a obra é Dele e não nossa.

EVANGELISMO PESSOAL

O evangelismo pessoal não é um ministério, nem um dom. O principal fator na evangelização pessoal, é aproveitar bem cada oportunidade, ou até mesmo criá-la se possível.

É necessário estar preparado para evangelização pessoal, não apenas ir: Veja o que nos ensina Jesus Cristo, “ Pois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se assentar primeiro e fazer as contas dos gastos, para ver se tem com que a acabar? Para que não aconteça que, depois de haver posto os alicerces e não podendo acabar, todos os que a virem comecem a escarnecer dele dizendo: Este homem começou a edificar e não pode acabar”. ( Lucas 14:28,29,30 ). Há um grande espaço entre idealizar começar e terminar.

São várias as ferramentas que auxiliam na evangelização pessoal: Folheto, cd, dvd, uma carta com uma mensagem de edificação, um presente com uma mensagem bíblica, e outros mas o principal é ter em mãos uma Bíblia.

É necessário orar sempre, como disse Jesus aos seus apóstolos: “ e contou-lhe também uma parábola sobre o dever de orar sempre, e nunca desfalecer...” ( Lucas 18:1 ).

“A vossa Palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para que saibas com vos convém responder a cada um”. ( Colossenses 4:6 ).

EVANGELIZANDO NOS LARES

De preferência, você não deve ir sozinho evangelizar em um lar, e deve comunicar sempre ao seu diretor ou seu conselheiro.

O ideal é que todos os participantes tenham um exemplar da Bíblia Sagrada evangélica, mas as vezes os moradores da casa desejam ler em suas próprias Bíblias, normalmente católicas, o que deve ser respeitado, e que exige da parte dos irmãos que realizarão o estudo, um razoável conhecimento da versão católica: Seus livros Apócrifos, o seu conteúdo e etc.

Estudem muito bem os pontos dos quais irão falar .Digo isto, para que o irmão não fique preocupado em demasia.

OBS.: Ore sempre antes de sair para evangelizar. Apesar de simples, a evangelização é a mais poderosa arma de Deus colocada em nossas mãos, e o maligno tentará impedir de todas as formas possíveis que as Boas Novas de Salvação sejam anunciadas.

CENSO BÍBLICO

O censo Bíblico tem o objetivo de saber quais os lares estão interessados em ouvir as Boas Novas de Salvação, assim, não estaremos “chovendo no molhado”. Não devemos nos ater apenas ao censo ( informações sobre a localidade ), mas aproveitar bem a oportunidade, como nos ensina o apostolo Paulo: “usando bem cada oportunidade, porquanto os dias são maus”. ( Éfesios 5:16 ). Devemos no ato do censo evangelizar, para isso, devemos preparar os recenseadores, que também serão evangelistas.

OBS.: Seis características de um bom recenseador: simpatia, ser gentil, positivo, firme, objetivo e prudente.

Os recenseadores ao falar com o morador dirão: “Bom dia ou boa tarde!” Nós somos da igreja X e estamos realizando um censo Bíblico nesta rua. O senhor, ou a senhora poderiam nos dar dois minutos para responder algumas perguntas? Se a pessoa disser não, ou qualquer outra explicação para não atende-lo, diga: Obrigado(a), Deus te abençoe, mas se disser sim? Faça-lhe as perguntas: Primeira pergunta: o senhor (a) é evangélico? Se a resposta for sim, passe para a segunda pergunta: Qual a igreja? Terceira pergunta: há outra pessoa nesta casa, que não sejam evangélicas? Se a resposta for sim, dê a seguinte explicação: Muitas vezes, os outros membros da casa que não são crentes, tem uma dificuldade natural em ouvir o evangelho por meio dele ou de sua Igreja, para que se cumpra o que Jesus disse: “Um profeta não fica sem honra senão na sua terra ou na sua própria casa”. (Mateus 13:57 ). Quarta pergunta: O irmão gostaria que realizássemos um mini culto na sua casa? Se a reposta for sim, marque um dia e hora de preferência o mais breve possível. Se a resposta for não, agradeça e vá para a outra casa.

A salvação é para os crêem. Um simples testemunho de conversão, no tempo certo, pode cooperar ou até mesmo ser usado pelo Espírito Santo na conversão de uma ou muitas pessoas.

“Ide e pregai o evangelho a toda criatura” ( Marco 16:15 ).

CONCLUSÃO

Evangelizar é anunciar e falar da Palavra de Deus ao próximo, sendo sempre guiado, pelo Espírito Santo, orando antes e depois de evangelizar. Estando sempre preparado, seja lá onde estiver, criando se possível, as oportunidades.

Evangelizar é um privilégio que nós temos, e seremos recompensados por isso!


“Ide por todo o mundo pregai o evangelho a toda criatura”. (Marcos 16:15)


NÃO SEI A FONTE NEM O AUTOR DO TEXTO, MAS ENCONTREI ESSE TEXTO GUARDADO NA MINHA CASA...


Postar um comentário