Avalie sua amizade com Deus...

Mensagem brilhante do irmão Jonas! Penso exatamente assim... Nosso relacionamento íntimo com Deus se aprofunda á medida que nos dedicamos a isso...

Juliana Meni



Quantas vezes temos agido sem nos lembrar que o nosso Deus é Onipresente e Onisciente?

A tendência da maioria das pessoas é agir de modo que agrade os outros, ser cordial, educado, agradável, simpático, tudo isso é muito bom , devemos agir dessa forma mesmo. Mas quantas vezes temos agido de modo que agrade o coração de Deus?

Quando falamos em agradar a Deus primeiramente temos que falar de intimidade, eu não posso agradar alguém que não conheço, seus desejos e vontades precisam estar claros pra mim pois se não for assim posso fazer algo que pensava ser do seu agrado e não é.

Pra descobrir seus desejos, planos e sonhos devo investir em conhecê-lo, ler e orar a palavra, meditar nela, e deixar que o Espírito fale comigo, me confronte em meus pensamentos e me mostre qual é a vontade de Deus.

Dedicar tempo pra Deus, assim como faço com meus amigos e pessoas queridas.

Pra desenvolvermos um relacionamento íntimo com Deus é preciso dedicar tempo a Ele, não há como conhecê-lo profundamente se todo o tempo que tenho pra Ele é quando vou à reunião da igreja, e quando vou. Tenho que caminhar com Ele diariamente, conversar , ter um tempo só pra nós dois, tenha certeza que se você não fizer isto, dificilmente na correria do dia a dia você conseguirá escutá-lo quando Ele falar contigo, você correrá o risco de não reconhecer a sua voz pois não a conhece tão bem. Agora, se investir em conhecê-lo certamente vou amá-lo ainda mais.

Quando amo alguém não quero vê-lo triste, desapontado comigo de jeito nenhum, pelo contrário quero cultivar este amor, falar coisas que o agrade que sejam realmente sinceras em meu coração. Com Deus não pode ser diferente, o fato de não o vermos com os nossos olhos físicos as vezes nos faz esquecer que Ele está ali, bem na hora em faço algo que é do total desagrado dEle, quando digo algo que não diria de forma nenhuma se pudesse enxergá-lo com meus olhos físicos naquele momento. O que precisamos entender de uma vez por todas é que Jesus é uma pessoa, não visível ao meus olhos carnais mas visível aos meus olhos espirituais que precisam estar abertos por Ele para que eu possa vê-lo.

Vamos dar o exemplo de uma criança , que sabe que não deve fazer determinada coisa pois é desaprovada pelos pais, mas os pais não estando por perto ela acaba por fazer pois assim se livra da disciplina e não verá os pais tristes por isso. Isso é mais comum do que pensamos no meio dos cristão, somos tentados a fazer coisas que não deveríamos e muitas vezes fazemos porque ninguém vai ver mesmo.

"Vós, servos, obedecei em tudo a vossos senhores segundo a carne, não servindo só na aparência, como para agradar aos homens, mas em simplicidade de coração, temendo a Deus." Colossenses 3:22

Nisso nos enganamos terrivelmente, pois aquele que os nossos corações deveriam estar desejosos de agradar é o primeiro a se entristecer, Deus. Não devemos obedecer a Deus para nos livrar da disciplina, assim como faz uma criança, mas devemos obedecê-lo por que simplesmente não suportaríamos saber que Ele iria se entristecer conosco, por amor e não por medo. Será que estamos realmente preocupados como que Deus pensa a nosso respeito? Ou nos preocupamos mais com o que as outras pessoas pensam sobre nós? Como diz em Colossenses 3:22 não devemos agir de forma a conseguir a aprovação das pessoas, mas sim por que tememos a Deus e queremos a aprovação dEle, se Ele me aprovar o que mais deveria me importar?

Para me importar com o coração de Deus é necessário, como já falamos, que O ame verdadeiramente, não posso amar quem não conheço, e não tenho como conhecer a Deus a menos que eu queira fazer isto, buscá-lo e adorá-lo. Quando começamos a nos aprofundar na palavra e na oração, Deus vai se revelando a nós de uma maneira tão linda, e a passo que vou O conhecendo não tenho como não amá-lo, Ele nos atrai.

E é uma delícia ser atraído por Ele, percebemos que não há melhor lugar pra se estar do que em sua presença. E ai então começamos a reconhecer a sua voz , seu toque seu modo de agir, como uma ovelha reconhece a voz do pastor, assim somos nós também quando estamos em comunhão com o Senhor.

Deus tem procurado verdadeiros adoradores que O adorem em espírito e em verdade, e podemos dizer mais, que se importam com o que Ele se importa. Vamos começar a agir e falar sempre lembrando que Deus está ali naquele exato momento, pode ser que o irmão responsável, meus pais, meu marido, minha esposa, meus filhos ou qualquer outra pessoa não esteja me vendo, mas Ele está é isso deve nos bastar. Quando adorarmos ao Senhor que façamos de todo nosso coração, não devemos nos acostumar a ir a reunião da igreja, ou até mesmo a orar e ler a palavra, devemos fazer estas coisas por que simplesmente não conseguimos viver longe do nosso amado Jesus. Deus olha a sinceridade do nosso coração e não quer que o adoremos somente em palavras, mas em ações e de coração.

" Este povo se aproxima de mim com a sua boca e me honra com os seus lábios, mas o seu coração está longe de mim". Mateus 15:8

Que o Senhor encontre em nós os verdadeiros adoradores que O adorem em espírito e em verdade, e que sejamos o contrário de Mateus 15:8, sejamos um povo que se aproxima de Deus com o coração quebrantado bem próximo dEle e que o adora e o honra com os lábios, mas também verdadeiramente de coração. Adorar a Deus, é praticar as suas palavras.


AUTORIA: Fábio Jonas
Postar um comentário