O quê que tem?




Bom amigas, hoje gostaria de escrever sobre algo que há muito tempo eu venho percebendo e vigiando também. Não sei se vocês já notaram, e as que são mais antigas na Igreja e os filhos de pastores vão me entender bem, mas, a uns anos atrás, eu me lembro que muitas coisas eram vistas como erradas e não fazíamos por temor a Deus. Um exemplo claro disso era usar batom vermelho rsrs. Claro que com o passar dos anos, fomos amadurecendo e hoje temos um discernimento maior, buscamos o equilíbrio e entendemos que um batom vermelho não vai definir o que está no meu interior, mas sim, muitas outras atitudes que tenho. Mas notem que, uma coisinha tão simples como essa, nós não o faziamos tudo por temor a Deus e NINGUÉM se atrevia a fazer!!

Mas o que eu quero hoje frisar é o seguinte: “Tudo me é lícito, más nem tudo me convém.” Pois é, muitos têm usado este versículo para fazer muitas coisas erradas e se sentirem “bem com Deus”, sem que a consciência pese. E o chavão é: “Tudo mundo faz, então não é errado.” Será mesmo? Hoje em dia as pessoas estão perdendo o temor, já não se importam se desagrada a Jesus ou não, se todos estão fazendo, então, ok! Mas e o que Deus pensa de tudo isso? Já não importa mais?

Todos nós temos uma consciência e sabemos claramente o que é certo e o que é errado. Deus também nos mostra isso. Mas o problema é que, o ser humano sempre busca maneiras de fazer o que é errado, dando o seu “jeitinho” para fazer com que o errado pareça certo. E eu te pergunto: Será que isso agrada a Deus? Claro que não né amigas. Mesmo que todo o mundo esteja fazendo o errado, não podemos nos deixar enganar por eles, mas nos manter alertas, vigiantes e firmes na nossa fé, na nossa crença, naquilo que Jesus nos ensinou. Nada de seguir a maré, hein? Se todo mundo está fazendo aquilo que sabemos que não está certo (inclusive pessoas da Igreja), continuemos no nosso caminho, ignorando, mesmo que pareça mais difícil, pois no final, teremos a nossa recompensa. Plantemos o que é bom, e não aquilo que o diabo sutilmente quer nos impor. Façamos o que agrada a Deus, vigiando para não fazer o errado, por temor ao nosso Senhor.

FONTE:


Postar um comentário