Mostre sua beleza e seja firme em suas raízes

Resultado de imagem para FLORES

“O Justo florecerá como a palmeira; crescerá como o cedro no Líbano.   Os que estão plantados na casa do Senhor florescerão nos átrios do nosso Deus.  Na velhice ainda darão frutos; serão viçosos e vigorosos, Para anunciar que o Senhor é reto. Ele é a minha rocha e nele não há injustiça.”  Salmos 92:12-15

Lendo esse salmo esses versículos especialmente me chamaram a atenção, e quis saber porque Deus nos compara as palmeiras? Porque nos compara aos cedros do Líbano?

E veja só, a palmeira dá flores o ano todo, e no devido tempo dá seu fruto mas sempre ha flores nela, o que nos faz ver que Deus quer encontrar flores em nós mesmo em meios aos desertos, nos quer ver mostrar sua beleza, o que temos em nosso interior através de uma palavra, de uma atitude, florescer sempre!

Agora o cedro do Libano é maravilhoso! Quando essa árvore tem cerca de 3 ou 4 anos ela mede apena 5 centímetros, mas a sua raíz ja tem a profundidade de cerca de um metro e meio, olhando seu exterior ela é insignificante, 5 centimentros em 4 anos, não é nada! Mas Deus ja sabe o que ela virá a ser, porque antes de aparecer para o mundo apreciá-la, ela se preocupa em criar raízes.  Quando atinge seu tamanho ideal ela chega a medir  40 metros de altura, sua madeira é utilizada em grandes construções, é linda e valiosa, nesse tempo sua raíz ja se aprofundou tanto que encontrou seus próprios lençóis de água, o Cedro do Líbano  não depende de fatores exteriores para estar sempre verde e produzir frutos, não depende da chuva, não teme ao vento, ao clima, nada disso pois ela ja encontrou sua própria fonte de agua, e detalhe se no caminho ela encontra uma rocha essa raiz não pára, ela dá volta a rocha como que abraçando-a e segue seu caminho ainda mais fortalecida.
 Não morra no seu deserto! Mas use-o para aprofundar suas raízes, sejamos como José que mesmo sendo guiado ao deserto, vendido como escravo, sendo acusado de algo que não cometeu, sendo preso… não morreu no deserto, não teve maus olhos, não sujou o coração, não teve desejo de vingança nada disso, antes sim aproveitou seu deserto, aprofundou suas raízes, se manteve fiel, entrou como escravo mas saiu dele governador, porque nunca olhou a situação em sua volta por isso floresceu.
Deus sabe quão profunda é nossa raíz e o que podemos suportar!
Então que situação pode nos parar ? Que deserto pode nos fazer morrer?

É justamento nos desertos que aprofundamos nossas raízes, e esse é o objetivo.
Devemos estar firmes na rocha que é Jesus mantendo nossa comunhão com Ele até chegar a ser o que ele espera que sejamos e alcancemos os nossos própios lençóis de água, que emanará para a vida eterna.

Colaborou: Elaine Scheffer
  
Fonte: http://taniarubim.com/o-justo-a-palmeira-e-o-cedro-do-libano.html
Postar um comentário