Higiene bucal: importantíssimo !

Raspar a língua com limpador dá fim ao mau hálito, sabia?
A saburra lingual é uma das principais causas do mau hálito e pode ser eliminada com o uso desses auxiliadores da higiene bucal.
A saburra é uma camada esbranquiçada ou amarelada que se fixa no dorso da língua e é composta por restos de alimentos, células descamadas da mucosa bucal e bactérias. Presente em mais de 90% dos casos de halitose – na maioria, como a principal origem –, esse problema tem diversas causas, mas pode ser evitado com o uso correto e frequente de raspadores linguais.
Segundo um estudo feito pela USP (Universidade de São Paulo) os raspadores são bem mais eficientes na remoção da saburra do que as escovas dentais ou outros instrumentos usados para esse fim, como gazes umedecidas.
A pesquisa mostrou, que os raspadores conseguiram diminuir em até 75% a produção dos gases mal cheirosos. Já as escovas, apenas 45%. “Além de não removerem a saburra de maneira adequada, fazendo com que a secreção continue produzindo o odor forte, as escovas dentais ainda causam ânsia de vômito nas pessoas”, diz a Ana Kolbe, dentista especialista no diagnóstico e tratamento da halitose.
Problema que não incomoda com os raspadores. “Eles são confortáveis, não machucam, nem agridem a língua, não causam ânsia de vomito e ainda recolhem toda a saburra lingual para que o paciente não engula as bactérias”, diz Ana. A escova apenas retira parte do material deixando-o espalhado pela boca.

Parceria escova + raspador 

Mas quem disse que para limpar a língua é preciso escolher ou a escova ou o raspador? Alguns dentistas recomendam o uso dos dois juntos, justificando uma maior eficácia na remoção da saburra.
“O raspador lingual existe para ajudar na remoção da saburra, mas é preciso escovar a língua antes de usá-lo, pois isso garante que os resíduos desorganizados sejam mais facilmente removidos. Fazendo uma analogia, a escova é o esfregão e o limpador de língua é o rodo”, diz Ana Paula Pasqualin Tokunaga, em seu blog Medo de Dentista.

Quando os raspadores não resolvem 
“Existem saburras que não podem ser removidas com facilidade, pois estão muito grudadas na língua. Nesses casos precisamos corrigir o fluxo salivar do paciente para que a saburra se torne mais fluida e menos viscosa e assim comece a ser removida progressivamente”, diz Ana Kolbe.
Forçar sua remoção com o uso dos raspadores pode causar outros problemas. “O excesso de força nos instrumentos de higiene pode causar agressões as papilas linguais”, afirma Kolbe.

Postar um comentário