Dificuldade em dizer Não

Entrevista cedida  para Revista Women's Health


- Pensando na relação com família, trabalho e amigas. Por que as pessoas têm dificuldade em dizer “não”? Há um medo de perder oportunidades?

Pode haver um medo de perder afeto ou consideração. Em algumas situações o que pode ocorrer é o medo da retaliação, medo que ao dizer “não” o outo se vingue de alguma forma.

- O “não” é saudável?

Na medida certa e dito da forma correta é muito, muito saudável.

- Quando o “não” deve ser dito?

Sempre que a pessoa perceber que será mais saudável a todos. Acredito que na maioria das vezes as pessoas se sentem bem ajudando os outros ou aceitando suas propostas, mas algumas vezes as propostas são prejudiciais e nestes casos devem receber um “não”. Entram neste exemplo convites, pedidos ou sugestões.

- Qual é o problema em não saber dizer “não”? O que a pessoa perde quando sempre diz “sim”?

Perde amor próprio e às vezes bens materiais. Não conseguir negar pedidos, solicitações, empréstimos pode ser prejudicial tanto emocional como financeiramente.

- A cultura brasileira é diferente? Nós temos mais dificuldade em lidar com um “não”?

Percebo que em países europeus as pessoas são mais assertivas,  se consideram menos responsáveis pela felicidade do outro e mais responsáveis pela própria felicidade, e sendo assim, talvez não sentem tanto confrangimento tanto de dizer como em ouvir um “não”.

- É melhor ir direto ao ponto? Por que seria ruim enrolar a resposta?

Não devemos confundir elegância com enrolação. Não temos o direito de ser grosseiro nem com aquele que foi grosseiro conosco. Ser elegante é consegui dizer  no tom de voz correto, ou seja, sem grandes cargas emocionais e no momento correto, talvez em particular.

- Como saber ouvir o “não”? Isso também é importante?

Claro, importantíssimo e talvez mais difícil para algumas pessoas – mesmo que para um numero menor de pessoas. Quando temos “certezas” demais e não damos espaço para novas formas de pensar temos dificuldade em ouvir “não”.



Postar um comentário